Usuária danifica cadeiras, monitores e agride gerente na UBS Ponte Alta

Uma mulher de 40 anos, que não teve o nome divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, teria surtado após não conseguir que a filha passasse diretamente para o atendimento psicológico, e com isso, danificou duas cadeiras e dois monitores de computador na Unidade Básica de Saúde (UBS), do Jardim Ponte Alta, localizada na rua São Paulo, s/n.

“Segundo funcionários, depois de passar pela triagem, ela queria que a filha passasse diretamente pelo atendimento psicológico, sem seguir os trâmites normais.  Apesar de sair por volta das 7h20, ela teria solicitado um atestado médico por período maior, o que lhe foi negado. Então, ela passou a quebrar os equipamentos e ainda agrediu a gerente da unidade, que ficou levemente ferida”, informou em nota a secretaria.

O caso ocorreu na segunda-feira (11), e apesar dos danos causados na unidade, a UBS Ponte Alta funcionou normalmente nesta terça-feira (12). De acordo com a administração municipal, houve registro de um boletim de ocorrência no 7° Distrito Policial, localizado no bairro do Jardim São João.

A mulher teria informado a polícia que estava tentando marcar uma consulta para o filho, e teria alegado para a polícia, que teria praticado o ato após ter uma atestado médico negado pela unidade. A vítima foi orientada pela Polícia Civil em relação ao prazo de seis meses de representação contra a usuária.

Foto: Reprodução TV Globo