Esposa é a principal suspeita de assassinar PM no Cabuçu

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

A cabo da Polícia Militar, Nagmar Pinheiro Pereira, é a principal suspeita de assassinar o próprio marido, também PM e cabo do 5° Batalhão Neilo Rêgo Lione. Outra policial também feminina, identificada como Kátia Regina Pereira,  também é suspeita porque teria ajudado a se livrar do corpo de Lione.

Segundo informações da TV Record, a esposa teria ido inclusive ao velório da vítima, e o casal já estaria junto há 15 anos, além de ter dois filhos, incluindo um bebê de apenas três meses. A Polícia Civil não divulgou o que teria motivado o crime, e até o momento, nenhuma das duas suspeitas foi detida.

Kátia já teria prestado depoimento à polícia. Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do estado de São Paulo (SSP), informou que o caso é investigado por meio de inquérito policial instaurado pelo Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa de Guarulhos (SHPP). “Diligências estão em andamento. O trabalho investigativo demanda sigilo nas informações. A Corregedoria da Polícia Militar também apura os fatos por meio de Inquérito Policial Militar (IPM)”.

O caso ocorreu no sábado (18), quando policiais militares encontraram  o corpo da vítima carbonizado dentro de um veículo de modelo Honda Fit, que pertence a Nagmar. O carro foi abandonado na Estrada do Morro do Sabão, na região do Cabuçu, e dentro do veículo,  estaria uma capsula de munição deflagrada.

Foto: Reprodução Rede Social