Paralisação dos ônibus em Guarulhos afeta mais de 50 mil passageiros

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

A paralisação parcial de ônibus na manhã desta quinta-feira (29),afetou 52 mil passageiros, de acordo com números da administração municipal e da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU). Segundo a prefeitura, 27 mil passageiros foram prejudicados, enquanto na parte dos ônibus intermunicipais, cerca 25 mil pessoas foram afetadas.

 O protesto que complicou a vida do guarulhense que seguia para o trabalho ocorreu devido a um possível erro no espelho de ponto, de acordo com nota divulgada no site oficial do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários no Transporte de Passageiros, Urbano, Suburbano, Metropolitano, Intermunicipal e Cargas Próprias de Guarulhos e Arujá em São Paulo (Sincoverg).

Em nota a administração municipal informou que as linhas municipais foram impedidas de sair da garagem até as 5h30, e que como a prefeitura não foi notificada sobre essa paralisação, não adotou medidas emergenciais.  “Toda a frota voltou a circular logo em seguida. As linhas intermunicipais, de responsabilidade da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), também foram prejudicadas. Foram afetados cerca de 27 mil passageiros”.

O protesto foi parcial porque somente uma empresa de ônibus que demorou a voltar a circular, porém, a situação também teria afetado parte da cidade de Arujá. A EMTU informou que a operação se normalizou às 5h30, e que essa paralisação afetou 25 linhas intermunicipais de Guarulhos que fazem ligação aos terminais Tucuruvi, Armênia e Metrô Penha.

“A EMTU reforçou a frota das empresas que operam na região e têm itinerários coincidentes. O objetivo foi diminuir o prejuízo dos passageiros. Cerca de 25 mil passageiros utilizam os serviços daquelas linhas no horário de pico da manhã”.