Com multa de R$ 8,3 mil, prefeitura diz não ter autuado nenhum motoristas de aplicativo

Antônio Boaventura

[email protected]

Sem revelar a quantidade de agentes de trânsito aptos à aplicação de multas, a prefeitura afirmou que nenhum motorista do sistema de transporte por aplicativo foi multado no município por possível irregularidade na prestação de serviço. O trabalho de fiscalização começou no último dia 21 e a multa é de R$ 8.295,00.

Contudo, de acordo com fontes consultadas pelo HOJE, quando da aplicação da multa por prestação indevida do serviço, o veículo deve ser apreendido e, consequentemente direcionado para um local devidamente regularizado para depósito. Atualmente, os dois pátios administrados pela GP Service Remoção de Veículos estão sem condições de receber qualquer veículo recolhido.

A Prefeitura de Guarulhos informou que cerca de 8 mil motoristas já se cadastraram e podem trabalhar normalmente. A fiscalização foi iniciada no último dia 21 e todos os agentes da área de transportes estão aptos para o trabalho. A administração pública também revelou que, até o momento, nenhuma multa foi aplicada e seu valor (para falta de cadastro) é de R$ 8.295,00. 

“O pessoal está com medo de rodar, aqui, e os caras

[agentes da Prefeitura]

pegar e aplicar uma multa de R$ 8 mil. Isso complica. Eu sou de São Paulo e quando tenho que trazer um passageiro, deixo ele [o passageiro] e desligo aplicativo. E o que você ganha no mês não dá pra pagar”, concluiu Israel Santos, 55, motorista de aplicativo há cerca de um ano.

Foto: Ivanildo Porto