Defesa Civil realiza mais de 1,8 mil ações de prevenção a riscos no verão

Foto: Ivanildo Porto/PMG

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil apresentou nesta terça-feira (19), no auditório da Secretaria de Educação de Guarulhos, o balanço de ações realizadas em prol da redução dos riscos de desastres naturais entre dezembro de 2021 e março de 2022, período da temporada de chuvas fortes. Ao todo foram 1.825 trabalhos efetuados, entre vistorias, orientações à população e atendimentos prestados às famílias que vivem em áreas de vulnerabilidade.

Conhecido como Plano Verão, o Plano Preventivo de Proteção e Defesa Civil consiste em mobilizar os órgãos municipais e parceiros no monitoramento constante dos impactos das precipitações na cidade e implementar atividades em prol da prevenção aos desastres naturais. Com o fim da temporada de chuvas as equipes se preparam para ações de prevenção ao fogo em mata, recorrente em períodos de estiagem.

Foram doados aos moradores de áreas de risco mais de 1,6 mil colchões (cerca de quatro por residência), 621 cestas básicas, 464 cobertores, 190 lonas de proteção para áreas íngremes, 818 kits de higiene pessoal e 439 de higiene doméstica.

A solidariedade dos agentes foi destacada pelo prefeito Guti durante a apresentação. “Vocês ajudam quem mais precisa em um momento de emergência. Ninguém faz nada sozinho, muito menos uma missão como essa, e vocês a cumprem com muita união e dedicação”, comentou.

A temporada também foi marcada por chuvas fortes, concentradas e localizadas, que reforçaram o alerta dos agentes de Defesa Civil. Os bairros que acumularam maiores índices de precipitações foram Jardim Nova Cidade, com mais de mil milímetros de precipitação (cada mm de chuva equivale a 1 litro de água em 1 m²), e Cidade Soberana, Centro e Vila Nova Bonsucesso, com mais de 900 mm.

O prefeito explicou que as enchentes devem diminuir significativamente com o Programa de Macrodrenagem e Controle de Inundações do Rio Baquirivu-Guaçu, que está em processo de contratação de prestadoras de serviço. O projeto prevê obras que contemplarão a diminuição de cheias em toda a cidade mediante a ampliação da calha do rio, a construção de reservatórios, a recuperação de áreas de várzea e a implantação de um parque linear.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Waldir Pires, Guarulhos não registrou nenhuma vítima fatal em razão de acidentes causados pelas chuvas no último verão. “Vimos muitas cidades que, infelizmente, sofreram perdas de vidas em eventos climáticos recentes. Isso é devastador. Nós nos solidarizamos muito com esses locais e nos unimos para proteger o guarulhense desse perigo. Estamos todos os dias nas ruas para garantir a proteção à vida”, afirmou.

- PUBLICIDADE -