O magnetismo do dia 21 de abril

O dia 21 de abril é cercado de mistérios. Importantes acontecimentos históricos se deram neste dia. Existe certo magnetismo que atrai para 21 de abril fatos que marcaram nações. É o dia que se comemorava o aniversário da fundação de Roma; foi o dia do Massacre de Lisboa em 1506, onde 2 mil judeus foram lançados em fogueiras por praticar o judaísmo; é o dia escolhido pela história para relembrar o enforcamento e esquartejamento de Tiradentes, líder da Inconfidência Mineira, traído por Silvério dos Reis em um procedimento embrionário da “delação premiada”.

Foi o dia escolhido para a inauguração de Brasília como capital do Brasil, em 1960. Tancredo Neves morreu em 21 de abril de 1985; neste dia, em 2019, se deram os atentados a igrejas e hotéis em várias cidades do Sri Lanka, causando 207 mortes e deixando centenas de outras pessoas feridas.

E o que esperar de 21 de abril de 2020? Estamos vivendo um dos momentos mais difíceis de nossa era. O Brasil está dividido entre os que lutam para impedir que o Covid-19 se propague ainda mais e cause incalculáveis mortes; e aqueles que estão prevendo a maior crise econômica de toda a história de nosso povo.

O Congresso Nacional decretou estado de calamidade pública, permitindo que o Executivo gaste mais do que o previsto para custear o combate à pandemia. A mídia nacional e internacional divulga que Bolsonaro participou de ato em favor da ditadura militar, do fechamento do Congresso e do STF, tendo tal conduta sido repudiada por ministros das Cortes Superiores, políticos e entidades.

Enfim, a pandemia se espalhou para todas as esferas; estamos isolados e fadados a um futuro incerto; muitos trabalhando remotamente e a grande maioria já sentindo o desespero da crise econômica. É tempo de reflexão e união! Espero que neste, 21 de abril reforcemos nossa fé no criador, como bem disse Konrad Lorenz – “Qualquer que seja a crise da sua vida nunca destrua as flores da esperança para que possa colher os frutos da fé”.

Mas me desculpem os adeptos ao autoritarismo e ao governo de exceção, a democracia é inegociável! Tenho plena convicção que na menor tentativa de nos tirar a Liberdade e Igualdade o povo do Brasil levantará sua clava forte, pois jamais fugiremos a luta.

Neste, 21 de abril de 2020, manifesto: meus votos de agradecimento aos profissionais da saúde que lutam diuturnamente contra o Covid-19; muita fé e esperança no fim da pandemia e retomada da recuperação da economia; e repulsa aos que sugestionam ferir nosso Estado Democrático de Direito.

Sem entrar no mérito de posicionamentos políticos e ideológicos trago para reflexão trecho do discurso de Tancredo que continua atual: “Não vamos nos dispersar. (…) com a mesma emoção, a mesma dignidade e a mesma decisão. Se todos quisermos, dizia-nos, há quase duzentos anos, Tiradentes, aquele herói enlouquecido de esperança, podemos fazer deste país uma grande nação. Vamos fazê-la!”

- PUBLICIDADE -