Maranhão retira consulta da Comissão de Constituição e Justiça

O presidente do Senado Federal, senador Renan Calheiros (PMDB-AL) recebe o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para tratar da Lei de Responsabilidade das Estatais. (E/D): senador Renan Calheiros (PMDB-AL); presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. Foto: Jonas Pereira/Agência Senado

O presidente da Câmara Waldir Maranhão (PP), retirou nesta segunda-feira a consulta que havia enviado a CCJ( Comissão de Constituição e Justiça). Essa consulta questionava os ritos do processo e a quebra de decoro, podendo livrar assim Eduardo Cunha da cassação.

A votação de Eduardo Cunha no Comitê de Ética foi na quinta-feira passada, e terminou com 11 votos a 9, a favor da cassação do deputado, que terá que enfrentar votação agora na Câmara dos Deputados, que para cassá-lo do cargo, necessitam de 257 votos.

Agora Eduardo Cunha terá até esta quinta-feira para apresentar seu recurso a Comissão de Constituição e Justiça, e caso Cunha apresente, a comissão terá cinco dias úteis para dar um parecer ao deputado.

Reportagem: Ulisses Carvalho