Antônio Boaventura

antonio.boaventur@guarulhoshoje.com.br

O governador João Doria (PSDB) formalizou na noite desta terça-feira (29) parceria com o governo federal para a construção do Ferroanel. No trecho de 53 quilômetros, a ferrovia, que ainda não tem data para inicio das obras, passará por pelo menos 16 bairros da região leste de Guarulhos. O traçado vai desde Perus, na zona norte da capital até o município de Itaquaquecetuba. O prazo de entrega estabelecido é de 48 meses após o início das obras.

De acordo com o governo do estado, a União contribuirá com R$ 3,5 bilhões para viabilidade do empreendimento de transporte de cargas e passageiros. O traçado da ferrovia prevê passagem pelos seguintes bairros guarulhenses: Parque Continental, Sítio dos Morros, Chácara Cabuçu, Recreio São Jorge, Parque Primavera, Invernada, Vila União, Jardim Munira, Jardim Bananal, Parque Santos Dumont, Vila Rica, Jardim Ponte Alta, Vila Carmela, Sítio Recreio Rober, Morro Grande e Jardim Santa Emília.

A obra se dará com investimentos do governo federal, cujos recursos serão da outorga de concessão ferroviária da MRS Logística. Em até 45 dias, a União abrirá consulta pública a respeito do aditivo da concessão de ferrovia federal à MRS Logística por mais 30 anos. “Depois de 45 anos de debates, o Ferroanel, em São Paulo, com o apoio do Governo Federal vai se materializar”, declarou o governador João Doria.

Esse aditivo, que deve ser assinado ainda este ano, garantirá outorga à União, que destinará exclusivamente ao transporte férreo. “Esse protocolo representa a aliança do governo federal com São Paulo em menos de 30 dias. É o aproveitamento de uma grande oportunidade que é a prorrogação antecipada dos contratos de concessão de ferrovias para a viabilização de investimentos importantes”, comentou o Ministro Tarcísio Freitas.

Estima-se que sejam transportadas 67 milhões de toneladas de produtos por ano, substituindo mais de 2,8 mil caminhões nas estradas. O Ferroanel será também usado para transporte de passageiros, de modo segregado ao transporte de cargas. Mais de três milhões de pessoas são esperadas neste trecho que deverá ficar pronto em 48 meses a partir do início das obras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here