O presidente Michel Temer teria em 2012, segundo delação premiada do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, pedido 1,5 milhão para financiar a campanha de Gabriel Chalita, que na época se candidatava a prefeitura de São Paulo.

O pagamento teria sido enviado pela construtora Queiroz Galvão, uma das investigadas pela Operação Lava-Jato. Durante o depoimento, Machado disse que Chalita não estava bem na campanha, e por conta disso, teria acionado o senador Valdir Raupp para obter propina conversando com Temer na Base Aérea de Brasília, e o mês segundo a delação, correspondia a setembro de 2012.

Além dessa denúncia, Sérgio Machado teria dito que quando Temer assumiu a presidência do PMDB, com o objetivo de controlar a destinação de recursos do partido. Um dos recursos seria possivelmente da empresa JBS, conhecida pelo frigorifico Friboi, que segundo Sérgio, era em torno de 40 milhões.

Reportagem: Ulisses Carvalho

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here