Casos de sarampo crescem 41% em uma semana em Guarulhos

Dia D de mobilização da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo.

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

Em apenas uma semana, os casos de sarampo na cidade de Guarulhos cresceram 41%, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (12), pela Secretaria Municipal de Saúde. Enquanto na semana passada o número era 83, no novo levantamento, foram confirmados 117 casos.

A região com maior número de ocorrências ainda continua sendo o centro da cidade, e de acordo com a secretaria, no caso do sarampo, a única maneira de evitar a doença é pela vacina, porém, existem algumas medidas preventivas que também são recomendadas como lavar as mãos frequentemente com água e sabão, além de evitar ambientes fechados e aglomerados.

Os primeiros sintomas do sarampo podem incluir febre, além de tosse e até um pequeno resfriado. A perda de apetite também pode se manifestar e manchas esbranquiçadas na boca. A transmissão dessa doença ocorre pelo contato pessoa a pessoa e também pela propagação pelo ar, facilitando não só o contágio, mas provocando o aumento do surto.

Não existe um tratamento específico para o sarampo, mas os especialistas indicam além do repouso, a ingestão de líquidos e tomar medicamentos para prevenir a dor e a febre. O quadro da doença também pode gerar complicações, evoluindo para uma pneumonia, hepatite ou até inflamações no cérebro.

Cidade registra mais de 6 mil casos de dengue

Se o avanço do sarampo já é um problema, os casos de dengue de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde chegaram 6.294 ocorrências, de acordo com os dados também divulgados nesta quinta-feira. Além do aumento da dengue, Guarulhos já teve uma morte confirmada da doença, de um homem de 42 anos, que morava no Jardim Almeida Prado e faleceu no dia 30 de julho.

A causa da morte deste homem só foi confirmada na semana passada. Sobre o grande número de casos da doença, a secretaria informou que os casos aumentaram em todo o país. “O número de casos de dengue aumentou em todo o país, e não somente em Guarulhos. Segundo o Boletim Epidemiológico nº 50 do Ministério da Saúde, em 2019, até a Semana Epidemiológica nº 34, foram registrados 1.439.471 casos prováveis de dengue no país, sendo que no mesmo período de 2018 foram registrados 205.791 casos prováveis”.

Até esta quinta-feira, não houve registros de casos de zika e chikungunya.