Aeroporto de Guarulhos é responsável por 61% dos voos internacionais do país

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

O Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos é responsável atualmente por 61% da demanda dos voos internacionais do Brasil, segundo dados da própria concessionária responsável pela administração do aeroporto, GRU Airport. Os números de acordo com a empresa foram compilados no período de 12 meses, correspondendo até setembro deste ano.

Somente de voos internacionais o Aeroporto de Guarulhos tem atualmente 100 partidas diárias, totalizando 73 mil voos (chegadas e partidas anuais), e quase 300 domésticas diariamente, segundo a concessionária, que somam 220 mil voos (chegadas e partidas), por ano.

Em dezembro de 2017, o aeroporto era responsável por 64% da movimentação de voos internacionais do país. As principais rotas internacionais são Buenos Aires, na Argentina e Santiago, no Chile. De acordo com o GRU Airport, a capital argentina é o principal destino internacional no aeroporto, com 100 partidas semanais, enquanto Santiago tem em média 70.

Já na parte de voos domésticos, a maior rota é para a cidade de Porto Alegre, com 165 partidas semanais (23 voos diários). Segundo a concessionária, de janeiro até o mês passado, o número total de passageiros que passaram pelo aeroporto foi de 38.928.191, porém, a estimativa da empresa é fechar o ano com 43 milhões, acima do ano passado, quando o Aeroporto de Guarulhos bateu o recorde, transportando 42 milhões de passageiros.

Somente no mês passado, 3,2 milhões de pessoas embarcaram ou desembarcaram no aeroporto, que atualmente tem 312 operações de varejo, entre lojas e quiosques. “Nossa estimativa era fechar o ano acima da marca de 43 milhões de passageiros. Após a quebra da Avianca, em meados de abril, houve cerca incerteza em todo o mercado, mas já na entrada do segundo semestre, o setor aéreo já estava aquecido de novo. Assim, vamos fechar o ano acima da margem de 43 milhões”, destacou a concessionária.

Contrato de concessão segue até 2032 e novos voos internacionais devem chegar ao aeroporto

O contrato de concessão do aeroporto segue até 2032, e segundo o GRU Airport, existe a possibilidade de aumentar o tamanho da pista, já que existe um projeto, porém, ainda não está em execução. Já sobre os novos voos internacionais, haverá uma nova rota para Londres, através da companhia aérea Virgin Atlantic, além de Buenos Aires, com a Flybondi e no mês março, para Santiago, através da companhia Jet Smart.

“Também podemos dizer que as conversas estão avançadas para o lançamento de voos diretos para São Francisco (EUA), o Caribe, Austrália e Nova Zelândia”, destacou em nota a empresa, alegando que atualmente o número de pousos e decolagens diários no aeroporto está em 830.

A concessionária também destacou o plano de aumentar a capacidade de passageiros do aeroporto. “Sim, existem planos. Considerando que a concessão do aeroporto seguirá até 2032, o objetivo é dilatar as operações e a capacidade dos terminais até atingir o potencial máximo de recepção de passageiros, que é de 70 milhões anualmente”.

Foto: Divulgação GRU Airport