Defesa Civil já realizou mais de 500 operações desde dezembro

Fotos: Camila Lopes/PMG

A Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil de Guarulhos procedeu a mais de 500 operações desde o início da temporada de chuvas fortes, em dezembro, entre vistorias preventivas, atendimentos a famílias em situação de vulnerabilidade e chamados de emergência. Sem vítimas ou desabrigados, as ocorrências têm sido marcadas por chuvas rápidas e ventania.

Esse tipo de precipitação é um sinal para o risco de queda de estruturas que podem estar fragilizadas pela força da água e do vento, como árvores, muros e estruturas metálicas. O coordenador de Proteção e Defesa Civil, Waldir Pires, enfatiza que o munícipe deve evitar essas áreas quando buscar abrigo em um momento de emergência, priorizando locais altos e em boas condições.

Na última semana, agentes da pasta realizaram cerca de 50 averiguações de risco em áreas arborizadas a fim de notificar as equipes responsáveis pela poda e garantir a segurança da população.

No próximo fim de semana (dias 12 e 13 de março) as chuvas devem atingir até 20 mm (em índices pluviométricos, cada milímetro de chuva equivale a 1 litro de água em 1 m²). Segundo Pires, mesmo que as previsões meteorológicas apontem precipitações fracas, os agentes se mantêm em acompanhamento constante na cidade.

 “Nós analisamos principalmente como será a concentração da chuva. Por exemplo, 20 mm espalhados pela cidade podem representar uma chuva tranquila, mas quando esse índice está concentrado em apenas um bairro e por um curto espaço de tempo, pode causar danos. É por isso, e pela segurança das pessoas, que a nossa equipe tem a cultura de se antecipar ao risco e se manter em estado de alerta”, explicou Pires.

Fim do verão

Março deve ser o último mês do período chuvoso, que é marcado pelo Plano Verão, um sistema municipal de monitoramento constante dos índices pluviométricos e de áreas de riscos. De abril a novembro a Prefeitura realiza trabalhos de redução de riscos ambientais e estruturais para preparar a cidade para os meses chuvosos.

Em caso de emergências ou dúvidas o munícipe deve entrar em contato com a Defesa Civil por meio do telefone 199, que opera 24 horas, todos os dias.

- PUBLICIDADE -