Cidade fica em 3º lugar na geração de empregos no setor de viagens

Mesmo com a crise econômica, Guarulhos conseguiu atingir a marca de 14.230 empregos no setor de viagens e eventos até junho deste ano. Na comparação com as outras 24 cidades do estado, o município fica atrás somente de São Paulo (105.718) e Campinas (21.161), terceira maior cidade de São Paulo.
Os dados foram divulgados ontem pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de São Paulo (Fecomercio SP). Segundo o estudo, o resultado de Guarulhos se deve por que a cidade reúne sedes de grandes empresas, como aeroportos e hotéis.

De acordo com o relatório, Guarulhos registrou um saldo positivo de empregos na área, junto com outras cidades como Santos (6.061), São José dos Campos (4.658), além de Campinas.
Nas projeções da Fecomercio, a capital paulista ficou em primeiro lugar na geração de empregos no setor. A pesquisa contabilizou 37,4% de trabalhadores ativos nas áreas de viagens e eventos.
Em segundo lugar, a Região Turística Bem Viver contou com 11,8% do estoque de empregados formais em cidades como Águas de Lindóia, Lindóia, Atibaia, Jarinu, Campinas, Jundiaí e Limeira.

Já a região do Alto Tietê ganhou o terceiro lugar, já que Guarulhos concentra no seu entorno praticamente todo complexo hoteleiro e logístico aéreo. O objetivo do levantamento foi observar a conjuntura econômica e mensurar os novos resultados do mercado de trabalho do segmento.
Os números são da Pesquisa de Emprego do Setor de Viagens e Eventos (PESVE) baseada nos dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) e do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho (Caged).

Também foram analisados os dados da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAEs) referentes às atividades de transportes, hospedagem, alimentação, cultura e esportes, eventos e exposições, e agências e operadoras de viagens.

Reportagem: Letícia Lopes
Foto: Ivanildo Porto