Em protesto, professores do Mova fecham via e complicam o trânsito

Em protesto, professores do Movimento de Alfabetização de Jovens e Adultos (Mova), de Guarulhos, fecharam a avenida Capitão Gabriel, no Centro, por volta das 15h30 desta terça-feira (22). O ato, que durou 20 minutos, causou forte impacto no trânsito. Os servidores só deixaram a via depois de pedidos da PM.

O motivo da manifestação é o atraso do pagamento da ajuda de custo, que completou três meses em novembro. Os educadores recebem R$ 550. Segundo os organizadores, cerca de 300 funcionários estão sem receber, entretanto, participaram do ato apenas 45.

O professor Luiz Gilberto de Araujo, um dos organizadores, explica que muitas pessoas não participaram porque não tinham dinheiro para pagar o transporte. “O ideal era ter todos aqui, mas a situação está tão difícil que nem condições de protestar eles estão tendo”. Entretanto, o educador avalia que a ação foi bem sucedida e que o objetivo foi alcançado. “Conseguimos chamar a atenção um pouco, isso é o que todos queriam”, conclui.

Durante o protesto, alguns motoristas reclamaram. “É uma palhaçada, está atrasando todo mundo. Isso não é problema nosso”, gritou um motorista de ônibus. A manifestação começou em frente da igreja Matriz às 15h e teve término por volta das 17h30 em frente à Secretaria de Finanças, na avenida Salgado Filho.

Reportagem: Gustavo Druzian
Foto: Ivanildo Porto