Com problemas estruturais, piscina do Complexo João do Pulo continua inativa

O funcionamento da piscina do Complexo Esportivo João do Pulo, no bairro Bela Vista, depende da reestruturação da caixa de energia elétrica, que segundo informações obtidas pelo HOJE está sem condições de uso, e por conta deste problema permanece inativa desde maio de 2015. A Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Secel), preferiu não se pronunciar sobre o assunto.

“O problema da piscina está na energia elétrica, que não pode ser aquecida. É necessário concertar aquela famosa caixa de energia que está condenada. Eu vou lá cobrar providências para que possamos solucionar isso. O custo para conserto daquela caixa é de pouco mais de R$ 200 mil”, declarou a vereadora Carol Ribeiro (PMDB).

De acordo com a parlamentar, existia um acordo entre ela e a administração municipal para a revitalização do local. Entretanto, a representante do PMDB na Câmara Municipal afirma que a Administração Pública não está cumprindo o acordo entre eles, já que a mesma ressalta que o equipamento já deveria estar em plenas condições para uso da população desde os primeiros dias de fevereiro deste ano.

“Nós entramos em contato com a secretaria e nos falaram que existe uma dívida com a EDP Bandeirante, porém, não nos revelaram o valor. É perceptível a mudança de comportamento das pessoas que vão ao local”, explicou Carol.

Mesmo sendo uma praça esportiva, o complexo esportivo, que esteve em completo abandono na gestão do ex-prefeito Sebastião Almeida, também se tornou ao longo dos últimos anos local para uso de drogas e até prostituição. Segundo a peemedebista, este cenário foi modificado com a implantação de atividades culturais e esportivas do seu mandato e e sem apoio da prefeitura.

Reportagem: Antônio Boaventura
[email protected]

Foto: Ivanildo Porto