No próximo dia 23, uma reunião do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), deverá abordar sobre a venda da fatia da Infraero no Aeroporto Internacional de Guarulhos, lembrando que a empresa ainda detém 49% de participação. Além de Cumbica, outros aeroportos que são privatizados, também podem ser vendidos, como Brasília, Confins e Galeão.

O leilão do Aeroporto de Cumbica foi realizado em 2012, quando foi arrematado pelo valor de R$ 16,213 bilhões no período de 20 anos pelo consórcio Invepar ACSA, que reúne as empresas Investimentos e Participações em Infraestrutura S/A (Invepar) e a Airports Company South África SOC Limited, empresa da África do Sul. Da participação no consórcio, 90% pertence a Invepar, e os outros 10% são da ACSA.

A reportagem do HOJE entrou em contato com o Ministério das Cidades, que confirmou a reunião no dia 23, porém, deixou bem claro que a possibilidade será avaliada, pois ainda não há nada certo, mas caso haja uma decisão na possível venda das ações da Infraero, pode demorar, já que deve ser realizado um estudo de quanto vale essa porcentagem de participação da empresa no mercado.

Enquanto não há uma definição, a Gru Airport segue com novos projetos para o aeroporto, lembrando que está em estudo um hotel para animais, além de um supermercado Carrefour que deverá abrir até o final do ano. Atualmente são 259 lojas no aeroporto, e estão previstas mais oito operações, sendo duas paraças de alimentação, onde uma terá três restaurantes e outra quatro. Segundo a concessionária, o número de estabelecimentos no local saltou de 102 para 259.

Reportagem: Ulisses Carvalho
ulissescarvalho@grupomgcom.com.br

Foto: Ivanildo Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here