Guti trabalha junto ao Condemat para implantação de escritório em Brasília

Em busca de aproximar as cidades que compões o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) do governo federal, o prefeito Guti (PSB) trabalha junto às outras nove cidades da região – Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano -, a possibilidade de implantação de um escritório para o consórcio na cidade de Brasília (DF).
“O que nós estamos tentando fazer, até por questões financeiras, e abrir um escritório em Brasília (DF) pelo tamanho da cidade de Guarulhos, talvez, não representasse muito em investimento. Mas, a situação financeira em que nos encontramos por conta da dívida exorbitante, ainda não se pode falar que vamos abrir um escritório”, explicou o prefeito Guti.

Entretanto, o pessebista ressalta que modelos adotados como o do Consórcio Intermunicipal Grande ABC pode ser utilizado para construir a proposta que possa viabilizar a implantação do escritório para o Condemat na capital federal. Ele destacou também os benefícios que a estrutura pode trazer aos municípios.

“Talvez vamos pegar alguns modelos de consórcios que as cidades estão fazendo e aí sim junto ao Alto Tietê ter um escritório com todas as cidades do Alto Tietê com um ou dois funcionários, que todo Alto Tietê banque. Assim tudo fica mais fácil e barato para que possamos ter um escritório de despacho”, declarou Guti.
No entanto, sem revelar qualquer tipo de prazo e tampouco valores envolvendo esta proposta, o chefe do Poder Executivo guarulhense revelou que a sugestão teve boa aceitação entre os demais prefeitos dos municípios que compõe a região do Alto Tietê.

“Eu já discuti esta ideia com eles, que acharam muito boa. E disse que Guarulhos teria interesse total e que poderíamos fazer se eles pudessem colaborar e de uma forma única e em conjunto”, concluiu.

Antônio Boaventura