O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da região do Maia é o maior da cidade, sendo registrado com 0,902. A constatação faz parte de um estudo realizado pela Agência de Desenvolvimento e Inovação de Guarulhos (Agende).
Depois do Maia aparecem as áreas do Macedo (0,885); Cecap (0,855); Gopoúva (0,840) e Ponte Grande (0,837). Já no fim da lista estão as regiões de São Roque, com IDH 0,654; Várzea do Palácio (0,661); Bela Vista (0,679); Presidente Dutra (0,680) e Itaim (0,685).

Pelos critérios da ONU, quanto mais próximo o indicador estiver de 1, maior é o desenvolvimento humano. A organização leva em consideração indicadores como educação, saúde e renda.
Os dados específicos dos distritos do município fazem parte da 19ª edição da Revista Análise Guarulhos que dividiu a cidade em regiões de acordo com o Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) quando o IDH foi divulgado. Além do IDH, a publicação descreve os distritos do município ressaltando suas características e potencialidades como perfil, vocação econômica, principais equipamentos e empresas, opções de lazer e outras informações da região.

O estudo aponta, ainda, o potencial de crescimento do município, sob a ótica das cidades inteligentes, apresentando as potencialidades e oportunidades que ainda não foram exploradas na economia de Guarulhos, como a vocação logística.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here