Perícia encomendada por Zeitune aponta fragilidade nos áudios

A perícia técnica encomendada pelo vice-prefeito Alexandre Zeitune (REDE) e realizada pelo perito Ricardo Caires, profissional que avaliou os áudios do caso Temer e Joesley Batista, aponta que o conteúdo de áudio do pen drive utilizado para instalação da comissão especial de inquérito não possui legitimidade para abertura de uma ação judicial. Isso por que este tipo de ação é necessário autorização do poder judiciário.