O deputado estadual Professor Auriel solicitou na terça-feira (3) afastamento do Partido dos Trabalhadores para se defender da acusação de estupro realizada por sua cunhada, menor de idade, no dia 29 do mês passado. O caso foi registrado na Delegacia da Mulher de Guarulhos através do Boletim de Ocorrência 599/2018.

Segundo a adolescente, os abusos por parte do parlamentar começaram em julho do ano passado. A jovem ainda relatou em depoimento que Auriel costuma se aproveitar da baixa movimentação de pessoas, em local não revelado por ela, para tocar suas partes íntimas.

Em função dos supostos abusos, ela passou a se automutilar nos braços. Diante desta condição, a menor deve passar por exame de corpo de delito. Contudo, não foi necessário a realização do exame sexológico, por conta da vítima alegar a inexistência de contato carnal com o acusado.

De acordo com sua assessoria de imprensa, o pedido de afastamento realizado pelo parlamentar junto ao PT é temporário e será para se dedicar exclusivamente à sua defesa. O deputado disse que empenhará “toda a sua energia para provar que as acusações além de infundadas, são fruto de chantagem”.

Já o diretório estadual do PT confirmou o pedido de Auriel e revelou que a Secretaria Estadual de Mulheres acionou a Comissão de Combate a Violência Contra a Mulher para acompanhar o caso. Entretanto, o partido não informou quais são as penalidades que o deputado pode sofrer caso seja constatada a veracidade dos fatos registrados pela menor.

Antônio Boaventura

antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here