O Maio Amarelo é o mês da conscientização contra acidentes no trânsito, visando um tráfego mais seguro para os veículos e também trabalhando em cima da questão da saúde do motorista. É através de diversas parcerias, que a prefeitura junto com o Movimenta Saúde, está realizando diversas atividades e grupos educativos voltados ao tema como saúde no trabalho, segurança viária, educação no trânsito e trânsito seguro, além de apresentação de teatro e atividades físicas, caminhada, fit dance, acupuntura, entre outros.

“A saúde do motorista também é importante para a educação no trânsito”, afirmou o responsável pela Divisão de Educação para o Trânsito e Mobilidade da Secretaria de Transportes e Trânsito (STT), Vicente Porto de Vasconcellos Filho, 54, destacando também que o secretário da STT, Giuliano Locanto, está acompanhando de perto todas as ações deste movimento, com mais foco na parte de segurança viária.

De acordo com Filho, no ano passado em comparação com 2016, Guarulhos diminuiu em 20% o número de mortes no trânsito. “Além do número de mortes, também caiu o número de acidentes e atropelamentos”, destacou Filho, alegando que 49% das mortes de motoristas guarulhenses no trânsito são nas rodovias que cortam a cidade.

Entre as atividades do Maio Amarelo na cidade, o destaque vai para a Blitz da Yamaha para Motociclistas, que será realizada na quinta-feira (10), no período da manhã no Bosque Maia,  com direito a brinde da Yamaha, que será uma troca de óleo gratuita. Outra ação em parceria com a empresa será realizada também no dia 24 deste mês, na região do Pimentas, próximo ao Shopping Bonsucesso.

Além do brinde, também haverá uma equipe da Universidade Guarulhos (UNG), com três tendas que irá realizar atendimentos como aferição de pressão arterial, teste de glicemia e hepatite C, além de material educativo que será distribuído pela STT.

Somente no ano passado, segundo Filho, houve 21 mil acidentes no trânsito, além de mais de 12 mil multas para motoristas que falavam no celular enquanto dirigiam, 44 mil multas por estacionar em local proibido e quase 20 mil por não utilizarem o cinto de segurança.

“O Maio Amarelo não é uma campanha, mas sim, um movimento, com maior intensificação neste mês, porém, deve-se trabalhar a segurança viária durante o ano inteiro”, afirmou Filho.

Reportagem: Ulisses Carvalho

ulissescarvalho@grupomgcom.com.br

Foto: Ivanildo Porto

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here