Mãe alega falta de insumos de diabetes da prefeitura há dois meses

A agente de aviação civil Lequisonia Pinheiro Chaves Silva, 40, moradora do bairro Soberana, alega que a prefeitura não vem cumprindo com o fornecimento de insumos de diabetes há dois meses. De acordo com a mãe, quando foi tentar retirar, a informação é de que não há previsão de quando deverá regularizar a situação.

“A maior parte dos insumos estou recebendo por meio de doações”, afirmou Lequisonia, destacando que são destinados para o filho de sete anos, que tem diabete há quatro anos. Segundo a mãe, há um ano que a prefeitura não distribui as lancetas, utilizada para recolher a amostra de sangue para avaliar a glicemia.

Outros itens em falta que a mãe alega são o conjunto difusão, que leva a insulina da bomba para o corpo do paciente, além do reservatório, que é onde é colocada a insulina. “As lancetas são R$ 100, mas o conjunto de difusão são R$ 837”, destacou Lequisonia, revelando que todo o tratamento custaria em média R$ 3 mil.

Questionada, a Secretaria de Saúde confirmou que teve problemas no fornecimento de insumos. “A situação deve ser regularizada nos próximos 20 dias. Já a entrega das lancetas deve ser regularizada na próxima semana. É importante ressaltar que a criança não ficou desassistida em momento algum, uma vez que recebeu lancetas substitutivas que cumprem a mesma função da solicitada”.

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]