A Prefeitura de Guarulhos conta com 11 propostas para a escolha do novo gestor do Hospital Municipal Pimentas-Bonsucesso (HMPB), que atualmente é administrado pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM). No entanto, o governo municipal não revelou quando terá a definição do processo de licitação daquele equipamento de saúde.

Contudo, a organização social que vencer o certame será remunerada mensalmente em R$ 7 milhões. O contrato com a administração pública terá a vigência de 30 meses. Diante deste contexto, o governo municipal optou por prorrogar o acordo com a SPDM por mais 180 dias. Ou seja, aquela entidade deve deixar a gestão do HMPB em meados de agosto deste ano.

Por determinação do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), a prefeitura teve de interromper em meados de outubro do ano passado o processo de seleção, que continua sem qualquer definição. Segundo o TCE-SP, o processo foi interrompido naquela ocasião para que a proposta pudesse ser readequada aos termos técnicos como a introdução de especialidades médicas e a realização de procedimentos cirúrgicos de referência do edital.

Entretanto, o processo foi reaberto no dia 08 de março deste ano e recebeu propostas de 11 organizações sociais. Entidades como o Instituto Gerir, que administra o Hospital Municipal de Urgências (HMU), Policlínica Paraventi e Hospital Municipal da Criança e do Adolescente (HMCA), e Fundação do ABC, que administra outras três unidades de saúde do município, não demonstraram interesse em participar do processo de seleção.

Participam do processo de seleção as seguintes entidades: Instituto dos Lagos – RIO; Instituto Acqua – Ação, Cidadania, Qualidade Urbana e Ambiental; Instituto de Desenvolvimento de Gestão, Tecnologia e Pesquisa em Saúde e Assistência Social – IDGT; Organização Social Geração de Semelhantes para Educação e Saúde; Fênix do Brasil Saúde Gestão e Desenvolvimento de Políticas Públicas de Saúde; Instituto Bio Saúde; Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar – IBDAH; Associação de Crianças Excepcionais de Nova Iguaçú – ACENI; Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano – INDSH; Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina – SPDM e Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar – IBGH.

Antônio Boaventura

antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

Foto: Ivanildo Porto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here