Perto da normalidade do abastecimento, Guti devoga decreto de estado de emergência em Guarulhos

Após o término da greve dos caminhoneiros, o prefeito Guti (PSB), devogou o decreto de estado de emergência que permanecia o município desde o dia 25 de maio. A publicação foi divulgada no Diário Oficial, publicado pela prefeitura na noite desta terça-feira (05).

Quando o decreto estava acionado, ele permitia que a prefeitura realizasse a compra com prioridade de combustível para abastecer veículos voltados a serviços essenciais, além de insumos para garantir o atendimento público emergencial.

Com a greve dos caminhoneiros, foram suspensos provisoriamente os serviços de zeladoria, tapa buracos, feiras livres e coleta de lixo doméstico na cidade. Perto da anormalidade após o término da greve, agora a cidade não está mais no decreto emergencial encerrado nesta terça-feira (05).