Dificuldades na saúde, obras paradas e falta na entrega de uniforme são problemas recorrentes na gestão Guti

Ainda não estamos nem na metade do mandato do prefeito Guti (PSB) e os problemas são facilmente notados pelos quatro cantos da cidade, como obras de creches paralisadas,  falta de entrega dos uniformes escolares que foram prometidos para o mês de julho, além das dificuldades na área da saúde. Em decorrência da deficiência na administração, funcionários  dos hospitais Pimentas-Bonsucesso e Hospital Municipal de Urgências (HMU),  precisam conviver com os constantes atrasos de salário e seus benefícios.

Referente às creches, em uma reportagem do HOJE veiculada no dia 28 de abril deste ano, destacando o drama das mães guarulhenses na espera por uma vaga na creche, o número de crianças que aguardavam na lista de espera era de 8.500, e apesar de diminuir, a situação continua agravante, já que 8.064 alunos ainda aguardam por vaga.

Se não bastasse isso, os moradores do Parque Cecap e Vila Nova Bonsucesso, ainda convivem diariamente com obras que se encontram paradas, podendo se tornar até ponto de drogas devido ao abandono. Quanto à creche do Parque Cecap, a administração municipal alegou que a obra será retomada o mais breve possível, já que está em elaboração de documentação orçamentária. “Quanto ao CEU Bonsucesso, o mesmo está sendo gerenciado e fiscalizado pela Secretaria de Obras e se encontra em readequação para retomada de obra, que deve ocorrer ainda este mês”.

Ainda sobre os problemas nas creches, a prefeitura afirmou que há atualmente oito no município que estão em obras, sendo que três devem ser entregues ainda neste ano, porém, as outras cinco, tem previsão de entrega somente para o ano que vem.

“Minha filha está utilizando o uniforme do ano passado que já está ficando curto”, destacou a mãe Daniela de Freitas, cujo a filha ainda segue sem previsão para receber o uniforme que deveria ser entregue para todas as escolas até o final de julho, isso segundo a própria administração municipal, que através do próprio site (https://bit.ly/2vmaRLh), disse que até o final de junho, 80% das unidades teriam recebido o material, sendo que até meados de julho a entrega já deveria estar concluída, fato que ainda não ocorreu.

Foto: Leonardo Vitulli/PMG

Sobre a questão do uniforme, a Secretaria de Educação, Cultura, Esportes e Lazer (Secel), disse que está no processo final de entrega em toda a Rede Municipal. “A Prefeitura reitera ainda que o atraso da entrega foi ocasionado por problemas licitatórios que, este ano, se estenderam para além dos prazos previstos, há algumas exceções em que os uniformes são oferecidos aos alunos sem um ou mais itens. Ainda assim, os itens faltantes são enviados às unidades, assim que entregues pelos fabricantes. Além disso, o atrasou se deu também por conta da empresa vencedora do processo licitatório, que não cumpriu com os prazos de entrega estabelecidos no contrato”.

Na área da saúde a prefeitura também vem enfrentando muitas reclamações, principalmente na questão envolvida para os repasses aos hospitais, que em diversas oportunidades, gerou atrasos salariais, como no caso do Hospital Pimentas-Bonsucesso, que somente neste ano já atrasou o salário nos meses de janeiro, março, abril e julho.

Uma das questões que geram diversas reclamações dos usuários da saúde no município é a falta de medicamentos, alguns até mesmo simples, como Dipirona, porém, a Secretaria da Saúde não divulgou o número de insumos que está em falta na rede atualmente.

Sobre a questão dos repasses aso hospitais, a secretaria divulgou que todos os valores acordados em contrato com o Instituto Gerir, para a administração do HMU, foram repassados. “Inclusive o primeiro repasse após a prorrogação do contrato com o Gerir foi efetuado nesta segunda-feira (6), mediante o compromisso de  pagamento dos médicos e demais funcionários do hospital, bem como para a aquisição de medicamentos e insumos”, disse em nota a secretaria, destacando que está empreendendo esforços para regularizar outros contratos, como é o caso do Hospital Pimentas-Bonsucesso.

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

Fotos: Ivanildo Porto e Leonardo Vitulli/PMG