Depois das contratações emergenciais de empresas para a administração do aterro sanitário, a prefeitura enfrenta problemas burocráticos para que possa dar continuidade ao processo de licitação, que agora só depende de avaliação do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP)00.

A Proactiva Meio Ambiente Brasil, subsidiária do grupo francês Veolia, é quem atualmente responde pelas atividades naquele ativo municipal. Ela assumiu a prestação de serviço em novembro do ano passado e teve seu contrato prorrogado em maio por mais seis meses. No entanto, ele se finda no dia 29 de novembro.

A administração municipal explicou que, quando houver a liberação do TCE-SP, será dado andamento ao processo.

O valor do atual contrato é de R$1.400.970,00 mensais, aproximadamente 35% menor que o contrato anterior que custava R$ 2.130.400,00 mensais. Já o contrato do certame licitatório que tramita tem duração de 30 meses a partir da data de assinatura.

Antônio Boaventura

antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

Foto: Ivanildo Porto

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here