Defesa de Lula entra com pedido de liberdade no STF após Moro aceitar cargo de Ministro da Justiça

A defesa do ex-presidente Lula, entrou com pedido de liberdade no Supremo Tribunal Federal (STF), alegando a aceitação do juiz Sérgio Moro para o cargo de Ministro da Justiça. Além da liberdade, a defesa também pede a anulação do processo do tríplex, além de solicitar que os efeitos deste recurso também possam atingir os outros dois processos do ex-presidente, ligados ao sítio de Atibaia e o terreno para o Instituto Lula.

Já o juiz Sérgio Moro, futuro ministro da Justiça e da Segurança Pública, entrou de férias nesta segunda-feira (5), para atuar na transição de governo. Em ofício encaminhado ao corregedor regional da Justiça Federal da 4ª Região, Ricardo Teixeira do Valle Pereira, Moro informa que pretende tirar todos os períodos de férias a que tem direito, antes de pedir exoneração, no início de janeiro.

Segundo a assessoria da Justiça Federal da 4ª Região, nas férias de Moro, a juíza federal substituta Gabriela Hardt assumirá a titularidade plena da 13ª Vara Federal de Curitiba. O magistrado terá férias até o dia 21 de novembro, referente a 17 dias remanescentes do período de 2012/2013. “As férias também permitirão que inicie as preparações para a transição de governo e para os plenos para o ministério”, afirmou o juiz no ofício.

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil