Antônio Boaventura

antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

Com certo tom de indignação com a proposta apresentada pelo presidente da Câmara Municipal, vereador Eduardo Soltur (PSB), o plenário rejeitou nesta quinta-feira (22) a redução dos cargos comissionados nos gabinetes dos vereadores. A sugestão de Soltur tinha como propósito diminuir de 15 assessores para 8; ou seja, 50% dos comissionados.

Atualmente, cada parlamentar pode indicar 15 assessores. Ou seja, um total de 510 comissionados, já que são 34 vereadores no Legislativo. De acordo com informações obtidas pelo HOJE, o custo atual de cada gabinete é de aproximadamente R$ 62 mil por mês. Anualmente, este custo individual chega a quase R$ 800 mil.

“Eu acho que todos os Poderes devem dar exemplo em relação à redução de custos. Mas, a prioridade é que está errada. Existem outras. O sonho de qualquer indivíduo é ter a casa própria. O Legislativo de Guarulhos, um dos maiores cidades do país, não tem sua casa própria”, declarou o vereador Eduardo Carneiro (PSB), líder do governo.

Foto: Ivanildo Porto 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here