Vereador quer instituir 28 de agosto como o dia dos Mamonas Assassinas

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

Após um pedido dos familiares do grupo Mamonas Assassinas, incluindo o primo do ex-vocalista Dinho, Jorge Santana, 45, o vereador Geraldo Celestino (PSDB), irá deliberar na sessão da Câmara Municipal de Guarulhos nesta quinta-feira (11), o projeto que torna o dia 28 de agosto como a data em homenagem ao grupo Mamonas Assassinas.

“Ele será deliberado primeiro, depois segue para as comissões, que emitem um parecer e por último, volta para a votação em plenário”, destacou em entrevista telefônica ao HOJE o vereador. A intenção de acordo com Santana é realizar um projeto anual de shows comemorativos na data.

“Eu fiz o pedido pessoal para o prefeito Guti em 2017, e caso a gente consiga a homenagem, estamos verificando a possibilidade para um projeto de shows sempre em comemoração a data”. O dia 28 de agosto de acordo com Santana é devido ao grupo ter vendido no ano de 1995, 100 mil cópias em apenas quatro meses.

O grupo vendeu quase três milhões de cópias, e neste estão previstos o inicio da gravação do filme, que será produzido pela Total Filmes e da série sobre o grupo. A previsão é de que o filme esteja nos cinemas no ano que vem.  “É um orgulho e também é emocionante. Fui homenageado na capa do CD deles”, afirmou o vereador.

Em nota, a administração municipal informou que já existe um projeto de lei (1406/2017), em tramitação na Câmara Municipal.

Familiares ainda buscam mudar nome da estação Guarulhos-Cecap da CPTM

Um sonho antigo dos familiares da banda é a troca do nome da estação Guarulhos-Cecap para Mamonas Assassinas, da Linha-13 Jade da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Santana briga desde 2017 para conseguir, e na sexta-feira (5), esteve no gabinete do deputado estadual  Jorge Wilson (PRB), para conversar sobre o projeto.

A assessoria do deputado confirmou a reunião e assegurou o apoio a esse projeto da família. “Logo devemos ter o nome da estação Cecap CPTM renomeado para Cecap Mamonas”, informou em nota. Por meio de contato telefônico, a assessoria do Governo do Estado afirmou que não tem informação a respeito desse pedido.


A CPTM esclarece que não há previsão no momento de alteração do nome da estação Guarulhos-Cecap. O custo para mudar o nome de uma estação é de cerca de R$ 2,5 milhões já que é preciso alterar a comunicação de todo o sistema metroferroviário.

A Companhia está à disposição para avaliar uma forma de homenagear a banda Mamonas Assassinas na estação Guarulhos-Cecap dentro das ações culturais que desenvolve regularmente.

Foto: Divulgação