Já pensou em aproveitar o fim de semana para um passeio histórico e divertido em uma locomotiva do século passado? Aos domingos, a viagem é realizada para a charmosa cidade de Paranapiacaba, a bordo de uma composição formada por dois carros de aço inoxidável fabricados no Brasil na década de 50 e tracionados por uma locomotiva da década de 1950, totalmente reformada.

O percurso de 48 km leva 1h30 e é realizado ao longo da atual Linha 10-Turquesa, proporcionando ao turista uma viagem no tempo. Entre os destaques estão as estações Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, tombadas pelo patrimônio histórico de São Paulo. Elas foram construídas pela antiga empresa britânica SPR (São Paulo Railway) – primeira ferrovia paulista, inaugurada em 1867.

Além disso, é possível encontrar em operação em Paranapiacaba a segunda locomotiva mais antiga do Brasil, que pertenceu à SPR e hoje integra o acervo da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF).

O bilhete da CPTM contempla exclusivamente a viagem de ida e volta. O preço unitário da passagem é de R$ 50 (ida e volta), exceto para o embarque na Estação Prefeito Celso Daniel-Santo André, que sai por R$ 44. No entanto, os descontos podem chegar até 25% na compra de quatro passagens.

O bilhete é vendido das 9h às 18h, todos os dias, nas bilheterias das estações da Luz e Prefeito Celso Daniel-Santo André. Vale ressaltar que as passagens da CPTM contemplam somente a viagem de trem até o destino. Roteiros complementares devem ser adquiridos diretamente nas agências de turismo das cidades visitadas.

O embarque ocorre às 8h30 da plataforma 4 da Estação da Luz e o retorno às 16h30. No caso de Paranapiacaba, o trem faz uma pausa para embarque na Estação Prefeito Celso Daniel-Santo André. Os percursos têm duração de aproximadamente 1h30.

Paranapiacaba

O trajeto é realizado ao longo da Linha 10-Turquesa. Localizada no município de Santo André, Paranapiacaba é uma vila de arquitetura inglesa, que testemunhou a importante fase de expansão das ferrovias no Brasil. Uma passarela sobre a linha do trem liga a área mais antiga à região alta, onde está a igreja de Bom Jesus, de 1889.

Com diversas opções de trilhas para os aventureiros, em Paranapiacaba é possível visitar a segunda locomotiva mais antiga do Brasil em operação. A mesma que hoje integra o acervo da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária (ABPF). Outra curiosidade para os turistas descobrirem é o original sorvete de cambuci – fruta cultivada na região e rica em vitamina C.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here