Banheiros do Bosque Maia tem porta quebrada, falta de torneiras e papel higiênico

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

Os banheiros feminino e masculino do Bosque Maia, localizado na avenida Paulo Faccini, s/n, na região central, sofrem com diversos problemas, como a falta de torneiras, pichações e portas quebradas, faltando estrutura para atender os usuários que frequentam o local diariamente para a realização de atividades esportivas.

“Eu estava lá no domingo e a situação do banheiro feminino está uma calamidade, já que a porta do deficiente está quebrada, e também está tudo pichado na parte interna”, destacou a autônoma Sandra Leandro Lopes, 51, alegando que tanto os sanitários masculino e feminino estão sem condição de uso há quase um ano.

Outro grande problema também é a falta de papel higiênico. “Sempre que eu vou ao Bosque Maia, nunca vi no banheiro o papel higiênico e os suportes estão sempre quebrados. Meu marido disse que no banheiro masculino tem dois mictórios que também foram quebrados”, destacou Sandra, alegando que até o vaso sanitário está pichado.

O HOJE questionou a prefeitura sobre quantos atos de vandalismo o Bosque Maia já recebeu neste ano, e também a previsão sobre a revitalização dos banheiros. “A Secretaria de Meio Ambiente informa que as reformas dos sanitários feminino e masculino do Bosque Maia já foi solicitada e será iniciada em breve”, informou a administração municipal.

Já sobre os atos de vandalismo no banheiro, a prefeitura afirmou que apesar de serem quase diários, e das constantes inspeções da Guarda Civil Municipal (GCM), até o momento não existe nenhum registro de flagrante.

Fotos: Sandra Leandro Lopes