Prefeito Guti sanciona o Banco de Ração para Animais, e protetores comemoram

Reportagem: Wellington Alves

[email protected]

Alvo de constante cobrança dos protetores de animais nos últimos dois anos, o Programa Banco de Ração para Animais do município foi regulamentado pelo prefeito Guti (PSB). O decreto que institui as normas foi publicado no Diário Oficial de Guarulhos, na edição desta sexta-feira (19).

A cidade possui cerca de 70 protetores de animais. Essas pessoas recolhem gatos e cachorros abandonados, cuidam deles e procuram novos cuidadores para os bichos. Como o trabalho é voluntário, muitas vezes é difícil para eles arcarem com os gastos com ração.

A vice-presidente do projeto Miau, Maria Aparecida de Almeida, afirma que o Banco de Ração pode dar melhores condições para os protetores. “Eles fazem um trabalho gratuito sem custo para o município. Esperamos que essa iniciativa tenha êxito.”

O banco deve ser gerido pelo Departamento de Proteção Animal. Serão coletados e armazenados gêneros alimentícios que estejam em condições de consumo pela fauna doméstica e silvestre. O programa aceitará doações de estabelecimentos comerciais, entidades, apreensões, pessoas físicas e jurídicas e convênios.

Famílias com baixa renda, que possuam animais domésticos, também poderão se cadastrar. O decreto não esclarece, entretanto, quando as inscrições serão abertas.