Usuária reclama da falta de clínico geral no HMU

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

A cuidadora de crianças Lenina Isidoro Costa Fioramante, 56, alega que o Hospital Municipal de Urgências (HMU), localizado na avenida Tiradentes, n° 3392, no bairro do Jardim Bom Clima, estaria com falta de um médico clínico geral. Lenina informou à reportagem que após não conseguir atendimento no hospital foi direcionada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Paulista, localizada no Jardim Paulista.

Segundo Lenina, o caso ocorreu na quarta-feira (17), quando estava com fortes dores no joelho, e chegando ao hospital, teria aberto a ficha, e quando questionou primeiro sobre o médico ortopedista teria sido informada por profissionais do hospital de que o médico só iria atender casos de urgência e emergência.

“Queria passar com o ortopedista ou clínico geral, porém, o primeiro foi negado o atendimento e o segundo, disseram que não havia no hospital”, informou em entrevista ao HOJE Lenina, alegando que não chegou a comparecer na UPA Paulista, porém, seguiu para uma farmácia onde comprou um medicamento e depois seguiu para a própria residência.

A cuidadora alega que o hospital teria negado o atendimento. “Eu fiz a ficha no hospital e mesmo assim eles negaram o atendimento. Eu estou com muita dor no joelho, não estou conseguindo colocar meu pé no chão”, afirmou. Em nota, a Secretaria de Saúde informou que não existe falta de clínico geral no HMU, e que inclusive no dia mencionado por Lenina, a escala no hospital estava completa.

Ocorre que o HMU, um Hospital Municipal de Urgências, está atendendo atualmente de forma focada nas urgências e emergências. Ou seja, o ortopedista de plantão atende as demandas relacionadas a traumas, lesões patológicas com sinais de fratura, direcionando os casos crônicos para as UPAs e serviços de pronto-atendimento 24 horas por dia”.

Foto: Ivanildo Porto