TV Câmara irá retomar suas atividades no Legislativo nesta quinta, após 1 ano

Antônio Boaventura

[email protected]

Inativa há mais de 1 ano, a TV Câmara retoma suas atividades nesta quinta-feira (1º). A empresa carioca Rio Brasil Participações será a empresa responsável pela gestão dos equipamentos da emissora pública. A Câmara Municipal terá um custo anual aproximado de R$ 372 mil para manter no ar a TV pelos próximos 12 meses.

Entre os itens para locação, há câmeras, tripés, caixas de som, microfones, refletores de luz, instrumentos para transmissão, sistema de monitoramento da programação da TV, e vários outros materiais e dispositivos. No entanto, a emissora pública estava desativada desde julho do ano passado.

“Esperamos fazer um bom serviço técnico e a contento das necessidades da Câmara. Fizemos um primeiro teste e foi aprovado. Estaremos atendendo o edital e disponibilizando os equipamentos necessários”, disse Rodrigo Alves, diretor da Rio Brasil Participações.

A empresa, com sede no Rio de Janeiro, assumiu após eliminação da MNDNC Comunicação, que venceu o processo de licitação e por conta do não cumprimento do prazo estabelecido para apresentação dos documentos necessários, a Câmara avalizou a Rio Brasil Participações como vencedora, já que apresentou a segunda melhor proposta ao custo de R$ 31 mil por mês pela locação dos equipamentos da emissora pública.

O pregão foi aberto no dia 4 de abril e na fase de verificação de documentos a empresa MNDNC Comunicação – primeira colocada – deixou de apresentar duas certidões. Conforme prevê a Lei de Licitações, o pregão foi suspenso, abrindo prazo legal para a empresa apresentar a documentação pendente.