Campanha de vacinação contra o sarampo não será prorrogada em Guarulhos

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

A campanha de vacinação contra o sarampo não será prorrogada em Guarulhos, de acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde, alegando que essas campanhas de vacinação não são promovidas pelo município, mas pelo Ministério da Saúde e o Centro de Vigilância Epidemiológica Estadual (CVE).

“De acordo com e-mail enviado a Guarulhos pelo CVE, a campanha de vacinação contra o sarampo para jovens de 15 a 29 anos está encerrada nos demais municípios do estado, com exceção da Capital, onde a vacinação deve terminar ainda esta semana”, informou em nota a secretaria.

A campanha de vacinação terminou no dia 16 deste mês, e de acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde, o número de casos registrados na cidade são 42, porém, outro balanço será divulgado nesta quinta-feira (22), já que o número difere do apresentado pela Secretaria de Saúde do estado de São Paulo, que registrou 56 casos da doença em Guarulhos.

A capital paulista é até a cidade com maior número de casos do estado, com 1.314, concentrando sozinha 73% das pessoas com a doença, em uma lista em que 74 cidades paulistas registraram casos de sarampo. Apesar do grande número de ocorrências da doença, nenhum óbito foi registrado em Guarulhos neste ano.

Na cidade de São Paulo, a campanha foi prorrogada até o dia 31 deste mês. Os sintomas mais comuns do sarampo são: irritação nos olhos, corrimento no nariz, manchas brancas na parte interna da bochecha e mal-estar, tosse persistente e manchas vermelhas na pele. Podem ocorrer também febre e convulsões, infecção nos ouvidos, conjuntivite, pneumonia, perda de apetite e diarreia. Em casos graves, provoca lesões cerebrais e infecções no encéfalo.