Antônio Boaventura

antonio.boaventura@guarulhoshoje.com.br

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) afirmou durante encontra da Comissão Especial de Inquérito (CEI), da Câmara Municipal, que tem como objetivo investigar a conduta do GRU Airport, gestor responsável pela administração do Aeroporto Internacional de São Paulo – Guarulhos, em Cumbica, que cumpre a legislação ambiental e possui licença para operação de sua atividade naquele local.

“A concessionária está regular e solicitou a renovação de sua licença em 2016, e desde então tem atendido a solicitações e apresentado relatórios que temos pedido para o novo licenciamento, que não tem um prazo para ser dado”, explicou Mayla Fukushima, gerente da companhia. Ela também informou que o gestor está dentro da legalidade do ponto de vista ambiental.

Já Meron Petro Jazac, assistente executivo da Diretoria de Avaliação do Impacto Ambiental da Cetesb, informou que não houve aplicação de multas ao GRU Airport em relação a possíveis crimes ambientais cometidos, reiterando que a empresa tem cumprido os prazos e ações estabelecidas. No entanto, Jazac não revelou quais eram os prazos e tampouco as ações.

Os vereadores da CEI solicitaram cópia do processo de renovação ambiental da área habitada pela concessionária. Relator daa comissão, o vereador Eduardo Carneiro (PSB) considerou moroso o período de obtenção da licença ambiental. “O GRU Airport continua enrolando, não é possível levar tanto tempo pra se conseguir uma licença. Enquanto isso, os céus de Guarulhos continuam recebendo milhões de litros de combustível sendo queimados todos os meses, com grande prejuízo à saúde da população”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here