MP e PM deflagram operação contra jogos ilícitos em Guarulhos e SP

O Ministério Público do Estado de São Paulo, pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), deflagrou nesta terça-feira (22) a Operação Trevo da Sorte, com o apoio da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

A investigação, iniciada após a Operação Jericó (de 2017) e a celebração de acordo colaboração premiada, identificou uma das maiores organizações criminosas que explora jogos ilícitos na cidade de São Paulo. Segundo apurado, o grupo seria proprietário de dezenas de casas de jogo, cuja existência somente se sustenta em razão da corrupção sistêmica de agentes públicos, entre servidores municipais e policiais.

Apurou-se também que a organização criminosa conta com esquemas diversos de lavagem de capitais, lavando milhões de reais, que também são objeto de investigação.

Nesta terça-feira são cumpridos 101 mandados de busca e apreensão, nas cidades de São Paulo, Santo André e Guarulhos, sendo 32 mandados nas residências e escritórios de membros da organização criminosa, e 69 a serem feitos em casas de exploração de jogos. Foram cumpridos também 14 ordens de prisão temporária.

Foi autorizada pelo Poder Judiciário a imediata destruição de todo o maquinário e equipamentos utilizados para a prática dos delitos, além da interdição dos imóveis usados pela organização criminosa para a exploração de jogos.

O cumprimento dos mandados judiciais conta com apoio da Polícia Militar, por meio do Comando de Policiamento de Choque e da Corregedoria. Participam da operação 12 promotores de Justiça, 33 servidores do Ministério Público de São Paulo, 807 policiais militares, 291 viaturas e sete cães do Canil da Polícia Militar.

Foto: Divulgação MP