Prefeito quer transformar área irregular na Região da Ponte Alta em bairro planejado

Antônio Boaventura

[email protected]

O prefeito Guti (PSB) pretende transformar área da região do Ponte Alta, classificada como irregular, em bairro planejado. No local, com mais de 2 mil metros quadrados, serão abrigados, de acordo com o secretário de Habitação, Silvio Figueiredo, mais de 700 famílias.

Figueiredo revelou em audiência pública da Lei Orçamentária Anual (LOA), na Câmara, que a área estima oferta de serviços estruturais público e privado. A planta apresentada prevê inicialmente 345 lotes de até 120 metros quadrados e outros 378 apartamentos.

“Não tem previsão na LOA de recursos para a implantação em função da escassez de recursos. Nós tivemos que priorizar para o ano que vem o atendimento das ações civis públicas, que é um problema séríssimo, e se fossemos atender toda demanda não teríamos condições”, explicou Sílvio Figueiredo, secretário de Habitação.

Além, das propostas de mobilidade urbana, o bairro planejado deverá conter uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), escola integrada a rede municipal de ensino e um Ponto de Entrega Voluntária (PEV), de resíduos recicláveis. Figueiredo também destacou a necessidade de obtenção de recursos federais para a implantação do projeto.