Prefeitura já resgatou 57 animais somente neste ano em Guarulhos

Reportagem: Ulisses Carvalho

[email protected]

Em menos de um mês, foram resgatados em Guarulhos 57 animais, segundo dados da administração municipal, computados até esta terça-feira (28).Os bairros com maiores índices de ocorrências são Pimentas, Bonsucesso, Recreio São Jorge, Jardim Ponte Alta e região do Jurema.

Desse total, 12 são caninos, 43 felinos e dois são equinos. Segundo a prefeitura, após o resgate, os animais são recolhidos ao Departamento de Proteção Animal (DPAN), e encaminhados ao canil municipal, localizado no bairro do Bonsucesso. A administração municipal também informou que o protocolo de recolhimento é composto por avaliação veterinária, além de tratamento, castração, vacina, microchipagem e encaminhamento para adoção.

“Os animais recolhidos pelo departamento são os que estão em situação de risco. Salientamos que segundo a lei federal 9605/98, art. 32 as denúncias de maus tratos são acolhidas pela Delegacia de Crimes Ambientais, cabendo a ela o apoio aos órgãos competentes para o resgate desses animais”, destacou em nota o atual governo.

O final de ano é o período mais propício para o abandono de animais, e de acordo com a prefeitura, aumenta em 30% o número de recolhimentos. Somente no ano passado, foram resgatados 652 animais na cidade. A maior parte dos casos ocorre devido à situação de abandono.

Neste período de férias escolares aumenta o resgate de aves devido aos ferimentos causados por linha de cerol ou chilena. Somente pela Inspetoria de Patrulhamento Ambiental da Guarda Civil Municipal, foram resgatados 14 animais silvestres entre macaco, preguiça, capivara, saruê, cobra e pássaros de várias espécies, como arara, gavião, papagaio, urubu e coruja.

“O cidadão deve ligar para a Central de Atendimento e Despacho da Guarda Civil Municipal pelos telefones 2475-9444 ou 153, ou ainda para o Zoológico Municipal pelo telefone 2475-9847. O atendimento é 24 horas”, informou a guarda ambiental.

A inspetoria também citou que os animais são encaminhados preferencialmente para o Zoológico Municipal de Guarulhos ou o Centro de Recuperação de Animais Silvestres do Parque Estadual do Tietê, além de outras opções também como a Divisão Técnica de Medicina Veterinária e Manejo da Fauna Silvestre (Depave), Centro de Triagem de Animais Silvestres  (Cetas) e Instituto Butantã.