Governo de São Paulo estudar restringir a circulação de idosos

O governo de São Paulo deverá utilizar Polícia Militar e a Guarda Civil Metropolitana para abordar idosos nas ruas da capital e convencê-los a voltar para casa. O governador João Doria (PSDB) estuda a restrição de circulação de pessoas acima de 60 anos por conta da pandemia do coronavírus (Covid-19).

Doria e o prefeito Bruno Covas discutiram o assunto nesta quinta-feira (26). Todas as cidades do estado de São Paulo estão de quarentena desde a última terça-feira (24).

Os idosos estão no grupo de risco do coronavírus. Estudos apontam que a mortalidade dos infectados entre 60 e 69 anos é de 4%. O índice alcança os 8%, no intervalo de 70 a 79 anos. Em relação às pessoas com mais de 80 anos, a mortalidade chega a 15%.

A Prefeitura de Porto Alegre restringiu a circulação de pessoas acima de 60 anos por meio de decreto publicado neste domingo (22).

Caso seja flagrado em deslocamento sem uma justificativa, o idoso poderá ser multado em até R$ 417, de acordo com a prefeitura. As pessoas com mais de 60 anos terão que estar com o documento de identificação para a checagem da idade pelos agentes de fiscalização.

Foto: Suamy Beydoun/AE