Estado de São Paulo tem 30 mil exames de coronavírus à espera de resultado

Uma semana após o governador João Doria (PSDB) anunciar uma força-tarefa para acelerar os testes de coronavírus que ainda aguardam resultado no Estado, o Instituto Adolfo Lutz – laboratório público estadual responsável pelas análises – acumula cerca de 30 mil exames na fila para investigação, mais do que o dobro da demanda reprimida registrada quando a ação foi anunciada pelo governo.

As informações estão em boletim epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo com dados atualizados até 8 de abril. No documento, a pasta informa que das 42.895 amostras recebidas até agora para análise, 6.374 estão em triagem, 1.976, em fase de encaminhamento e outras 21.661 encontram-se em análise, totalizando 30.011 testes ainda sem resultado.

No volume de testes ainda não finalizados, há amostras que foram enviadas ao instituto em meados de fevereiro, apontando que o prazo para a liberação dos resultados pode ultrapassar os 50 dias.

O número atual de exames na fila é 150% superior ao registrado no dia 30 de março, três dias antes de o governador anunciar a força-tarefa. Na ocasião, eram 12 mil testes à espera de avaliação, de acordo com o governo.

Além das amostras que aguardam resultado, há ainda 392 testes cancelados e 1.969 não realizados (o motivo não foi informado). Do total de exames recebidos para covid-19 desde fevereiro, só 10.523 tiveram resultados liberados, o que equivale a apenas 24,5% do total.