Cidade: Moradores de bairros periféricos reclamam da pertubação de sossego causada pelo barulho excessivo de motos

Da Redação
[email protected]

Moradores, que por questão de segurança optaram por não revelar suas respectivas identidades e local onde moram, reclamam do intenso barulho provocado pelas motos sem escapamento durante todo o dia. O HOJE aprurou que esta conduta ocorre em diversos bairros da periferia da cidade. Já o vereador Eduardo Barreto (PROS), ressalta a necessidade de ação contra este tipo de iniciativa.

“É um absurdo o que acontece nesta rua e também no bairro todo. Não conseguimos ter sossego e muito menos paz para descansar e dormir. Por conta da pandemia estou trabalhando em minha casa, mas não consigo por que os bonitos não deixam e ninguém toma qualquer atitude”, disse um moradora do bairro dos Pimentas.

De acordo com o artigo 230, parágrafo VII, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), conduzir o veículo com alguma característica alterada, seja ela cor ou até mesmo o escapamento, é uma infração de trânsito grave, gerando ao condutor uma multa no valor de R$195,23 e medida administrativa, ficando o veículo retido para regularização do veículo.

Em contrapartida, o vereador Eduardo Barreto entende que medidas precisam ser adotadas para coibir este ato, que segundo ele, ocorre com frequência em bairros mais fastados da região central. Ele também revelou que recebe queixas de munícipes de forma constante, inclusive de pais com filhos que portam necessidades especiais e precisam de tratamento na mesma condição.

“Uma coisa eu garanto, Guarulhos (SP), além de ações contra o tráfico de drogas e outros crimes, terá operações contra os pancadões e contra esses baderneiros de moto sem escapamento todos os finais de semana. Aumentarei o efetivo da GCM e com o auxílio da Polícia Militar iremos acabar com essa zona”, encerrou.