Cidade: Prefeitura deve entregar obra do Trevo de Bonsucesso no início de dezembro

Da Redação
[email protected]

A Prefeitura de Guarulhos deve concluir as obras do Trevo de Bonsucesso no início do mês de dezembro. O custo atual é de R$ 101 milhões, sendo R$ 83 milhões em repasses do governo federal e outros R$ 18 milhões de contrapartida da prefeitura.

Caso esta condição se torne realidade, a intervenção será entregue depois de quase 20 anos, já que as benfeitorias naquela área começaram em setembro de 2001, durante o governo do ex-prefeito Elói Pietá (PT). Mesmo tendo o prazo de conclusão do trevo estimado para 2016, a atual administração assumiu as obras, no início de 2017, com apenas 45% das intervenções prontas, sendo que diversas desapropriações ainda não estavam efetivadas.

Dessa forma, a prefeitura deu sequência às obras até meados de 2018, quando 95% do complexo foi concluído. Porém, uma pendência judicial, com um imóvel localizado no caminho do viaduto central, impediu a execução de 70 metros desse acesso e, por consequência, a conclusão total do trevo. Somente no início de 2020, a Justiça emitiu a posse do imóvel em favor da prefeitura.

No entanto, devido à pandemia de coronavírus, a concessão foi suspensa para que três famílias que viviam no local tivessem tempo para deixar a área, o que ocorreu somente no final de setembro. A partir de agora, a empreiteira responsável tem 30 dias para retomar as obras e concluir o complemento das obras do viaduto central, além da alça de retorno para o bairro dos Pimentas. Após a retomada dos trabalhos, o prazo de entrega será de até 45 dias.

Contudo, também existe a necessidade de uma alça de ligação com a rodovia Presidente Dutra que será construída pela CCR NovaDutra, concessionária que administra a via, pois é necessário um acesso da Marginal Sul à pista lateral da rodovia, na altura do Posto Sakamoto. Esta obra não depende da prefeitura, que há três anos pleiteia o acesso junto ao governo federal.