Prefeitura prestigia pré-lançamento de longa-metragem produzido em Guarulhos

O secretário de Cultura de Guarulhos, professor Jesus, e o diretor de Cultura, César Samsoniuk, participaram na tarde do último sábado (22) do pré-lançamento do longa-metragem Vagabundos Enrascados. O evento, que aconteceu no Hotel Marriott, reuniu grande elenco, dentre os quais Tony Lee, Suely Franco e os atores guarulhenses Nádia Bittencourt e Lucas Branco, além de jornalistas e a equipe de produção do filme.

Cinema de guerrilha idealizado pela diretora Bárbara Mascarenhas e pelo roteirista James Salinas, Vagabundos Enrascados é uma produção viabilizada com recursos federais da Lei Aldir Blanc, por meio do Fundo Municipal de Cultura de Guarulhos (FunCultura). Em Guarulhos, as filmagens foram feitas nos bairros Macedo, Jardim Santa Clara, Jardim Santa Mena e no Centro, na praça Prefeito Paschoal Thomeu.

“Neste momento de pandemia, em que temos que lidar o tempo todo com a perda de pessoas, a arte torna-se elemento essencial para que possamos respirar. Por isso o fomento à cultura, por meio do FunCultura e da Lei Aldir Blanc, é de grande importância. Não tenho dúvidas do sucesso do filme, a Bárbara é uma mulher fantástica, ousada, guerreira, empoderada, tenho certeza de que o lançamento vai extrapolar a cidade e ganhar o país”, disse Professor Jesus.

Cinema de guerrilha

Sobre o conceito de cinema de guerrilha, que envolve um processo colaborativo e reúne profissionais do cinema, teatro, fotografia e jornalismo, talentos de gerações distintas no intuito de produzir arte em um momento de desafios e escassez cultural, Bárbara observa que a produção de Vagabundos Enrascados consegue demonstrar que não é preciso uma indústria cinematográfica ou milhões de reais para se fazer cinema no Brasil.

“Pessoas interessadas, com objetivos afins e que se juntam com criatividade para encontrar soluções são essenciais para se produzir bons filmes, com grande qualidade e potencial para acessar prêmios, festivais e plataformas, muitas vezes com orçamentos baixíssimos”, explica Bárbara, enfatizando a importância da Lei Aldir Blanc para viabilizar a realização do longa-metragem em Guarulhos, cidade onde nasceu. Bárbara destacou ainda a valiosa parceria com a iniciativa privada, sobretudo com o Hotel Marriott, que viabilizou um encontro com todos os protocolos de higiene e segurança para os convidados.

A atriz carioca Suely Franco, de 81 anos, faz parte do elenco de Vagabundos Enrascados, no qual faz a personagem de uma vilã chinesa. Na manhã de sábado, antes de embarcar do Rio de Janeiro para São Paulo, ela tomou a segunda dose da vacina contra a covid-19.

“Estou muito alegre por estar aqui e interpretar o papel de uma personagem tão engraçada. Fico feliz pela oportunidade de trabalhar nesse tempo de pandemia”, comemorou Suely, lembrando que, mesmo vacinada, deve manter os cuidados de higiene das mãos, distanciamento social e uso de máscara.

A trincheira pela Cultura

Vagabundos Enrascados retrata as peripécias de três amigos oportunistas que buscam ganhar a vida com malandragem e irreverência. O enredo conta a história de três jovens amigos que encontram a possibilidade de um grande negócio quando ouvem um trecho de uma conversa num bar.

A atriz guarulhense Nádia Bittencourt, que interpreta a personagem Samara, fala da oportunidade de participar de um longa-metragem dirigido com brilhantismo por Barbara Mascarenhas, uma mulher negra envolvida com a produção artística na cidade. “Como uma mulher negra, nascida em Guarulhos, filha e irmã de guarulhenses, tenho a honra de participar desse projeto riquíssimo, sobretudo pela oportunidade de contracenar com um elenco tão especial e divertido”.

Ausente no evento, o rapper Hélião do RZO testou positivo para covid-19. Mesmo assim, ele gravou um vídeo saudando os participantes. “Quando a gente pensa que já viu de tudo nessa vida, aparecem mentes brilhantes como a da Bárbara e a do James Salinas, que conseguiram reunir uma equipe de produção e elenco incríveis, engajados na tarefa de fazer cultura nesses tempos tão sombrios”.

Nessa verdadeira trincheira pela Cultura, onde importa quem está ao seu lado, a diretora Bárbara Mascarenhas fala da importância de estar juntos e por que estar juntos. “A guerrilha é um lugar de pouco recursos, mas repleto de criatividade, força ativa, profissionalismo e disposição em lutar pelo resultado”, afirma a diretora.

Com a prorrogação da execução dos projetos da Lei Aldir Blanc, o lançamento de Vagabundos Enrascados está previsto para o mês de setembro.

Para acompanhar os eventos culturais que acontecem na cidade acesse https://www.guarulhos.sp.gov.br/agendacultural.