‘CPF cancelado’, comemora Bolsonaro ao comentar a morte de Lázaro

O presidente Jair Bolsonaro comemorou, nas redes sociais, a morte do “serial killer do DF” Lázaro Barbosa, que veio a óbito em troca de tiros na manhã desta segunda-feira, 28, após 20 dias de investigação. “CPF cancelado!”, comemorou o presidente. Bolsonaro ainda parabenizou os policiais que participaram da investigação: “Parabéns aos heróis da PM-GO por darem fim ao terror praticado pelo marginal Lázaro”, e acrescentou que “o Brasil agradece”.

Para Bolsonaro, a morte de Lázaro representa “menos um para amedrontar as famílias do bem”. “Suas vítimas, sim, não tiveram uma segunda chance”, afirmou o presidente.

Após a divulgação da morte de Lázaro, o termo “CPF cancelado” tomou conta das redes sociais. Nesta manhã, a expressão aparece entre os cinco assuntos mais comentados no Twitter no Brasil e ocupa a 19ª posição nos assuntos mais falados no mundo na rede social. A expressão foi divulgada pelo presidente pela primeira vez numa foto tirada em abril durante visita a Manaus.

A reação pela morte de Lázaro retomou o ânimo do discurso de Bolsonaro sobre combate à criminalidade entre os bolsonaristas, que estava com baixa popularidade em meio às mortes contra a covid-19 no País. No entanto, mesmo com a reação de aprovação de seus apoiadores, a publicação de Bolsonaro comemorando a morte de Lázaro soma comentários que relembrar as mais de 510 mil mortes pela doença no Brasil. “Só o dele não. Mais de 510 mil” CPFs cancelados, pontuou um perfil.