Veterinária que tomou 3ª dose da vacina tem R$ 50 mil bloqueados pela Justiça

A Justiça de São Paulo determinou nesta sexta-feira (13) que a veterinária Jussara Barreira Sonner entregue em até 48 horas o comprovante da imunização da terceira dose da vacina contra a covid-19, que ela publicou nas redes sociais dizendo que tomou por conta própria no município de Guarulhos.

A decisão da 2ª Vara da Fazenda Pública de Guarulhos impôs multa de R$ 10 mil por dia caso ela não apresente o documento.

Sonner é ré em uma ação civil pública de indenização por dano moral, aberta na Justiça pela Prefeitura de Guarulhos, após ter revelado nas redes sociais que tomou três doses dos imunizantes. Na ação, a prefeitura acusa a veterinária de fraudar o sistema de vacinação da cidade.

Na decisão desta sexta, o juiz também decretou a indisponibilidade de R$ 50 mil na conta bancária da veterinária para cobrir eventuais despesas da condenação no processo.

Segundo o magistrado, o bloqueio da quantia é necessário para não incentivar que outras pessoas cometam o mesmo ato.

“A farta documentação acostada com a inicial demonstra a probabilidade do direito à indenização pelos danos praticados pela ré, bem como o perigo de dano que decorre, a uma, do possível extravio do documento, a duas, que é necessário impedir que a ré tire proveito da malgrada conduta de modo a não ‘incentivar’ igual conduta de outras pessoas pela ausência de punição”, afirmou o juiz.