Policiais de Guarulhos são homenageados pelo Governo de SP

Foto: Governo do Estado de SP

O Governador João Doria e o secretário da Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos, homenagearam, nesta quarta-feira (20), 15 policiais militares, 10 civis e quatro técnico-científicos da capital, Grande São Paulo e das regiões de Bauru e Piracicaba com o certificado “Policial Nota 10”.

Representando a Polícia Técnico-Científica foram homenageados o fotógrafo técnico-pericial Dacisio José da Silva, o desenhista técnico-pericial Antonio Carlos Teixeira Silva e a perita Ana Carolina Ramos Arantes, da Equipe de Perícias Criminalísticas de Guarulhos, além da perita criminal Melina Guerreiro Rodrigues, do Núcleo de Biologia e Bioquímica do Instituto de Criminalística.

Os profissionais de perícia tiveram seu trabalho reconhecido pela atuação em ocorrência de tentativa de assalto a carro forte em Francisco Morato. O assalto inicialmente foi inibido por vigilantes e houve intensa troca de tiros, tendo sido atingidos quatro imóveis e quatro veículos que estavam estacionados nas proximidades.

Os criminosos empreenderam fuga e abandonaram armas, objetos e veículos onde, com grande perspicácia, foram extraídas amostras de DNA, tendo sido reconhecidos dois perfis genéticos, um deles de criminoso já conhecido em ocorrência anterior do Deic.

A função da Polícia Científica não é proceder diretamente a investigações, prisões ou perseguir criminosos (funções da Polícia Militar e da Polícia Civil), mas sim fornecer elementos e provas para orientar as investigações e a Justiça. Casos como este, envolvendo solução de crimes com o trabalho da perícia estão se tornando cada vez mais comuns na equipe de Perícias Criminalísticas de Guarulhos.

“Temos a melhor polícia do Brasil. São anos de treinamento, aprimoramento e execução de tarefas. Por isso, São Paulo é referência nacional e internacional”, disse Doria.

Os casos que geraram destaques aos profissionais envolvem salvamento de criança engasgada, resgate de vítima de incêndio, prisão de autor de violência contra mulher, detenção de suspeito envolvido em roubo de carga com retenção de vítima e tentativa de roubo a carro forte.

Em sua 16ª edição, a iniciativa, criada pela Secretaria da Segurança Pública, tem como objetivo reconhecer e estimular o bom trabalho policial em todo o Estado de São Paulo. A solenidade aconteceu no Palácio dos Bandeirantes, localizado na zona oeste da capital paulista.

“Aqui há policiais que salvaram vidas e protegeram patrimônios. Ser policial é muito mais que atender e cumprir uma missão. Ser policial é atender a um destino”, afirmou o secretário da Segurança, general Campos. “A Secretaria da Segurança Pública está cumprindo a missão graças a atenção que o senhor [governador] tem dado e ao empenho desses policiais”, completou.

Polícia Militar

Entre os homenageados da capital estão o soldado Caio Luiz Modesto Lima e a 1º tenente Simone de Oliveira Martins, integrantes do 1° Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), que juntos abordaram e detiveram um homem que tentava abusar sexualmente de uma mulher, no centro de São Paulo, no início de janeiro.

Também como representantes da capital foram agraciados o soldado Leonardo Lincoln de Lemos e os cabos Amaury Chaib Siqueira Cabral, Minervino Neto Ribeiro de Souza e Wellington Rodrigues de Amorim, que compõem o 4° Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep). Em abril do ano passado, a equipe recuperou uma carga e libertou a vítima que era mantida em cárcere.

Ainda na capital, foram agraciados os cabos Erik Dias Ferreira e Marcia dos Santos Graciano, que atuam na sede da Secretaria da Segurança Pública. Eles estavam de serviço no posto da Garagem quando, no dia 12 de agosto, atenderam uma ocorrência de recém-nascido engasgado.

Na região de Bauru, foram homenageados os soldados Douglas Ramos da Silva e Rafael Augusto Silva Martinez, os cabos Edson Medeiros Faustino, Daniel Luiz dos Santos Junior, Samuel Rodrigues Nunes e Simone Ferreira de Oliveira Silva e o 2º sargento Carlos Aparecido Vasconcellos Junior, que fazem parte do 12º Grupamento de Bombeiros (GB), que inclusive já foi extinto. Em maio de 2020, eles resgataram uma pessoa em um incêndio, ocorrido em Lins.

Polícia Civil

A primeira equipe a representar a Polícia Civil é integrada pelo delegado Fabio Nelson Fernandes e os investigadores Edjalma Gonçalves da Silva Filho e Keyla Garcia Rodrigues Scurbani, integrantes do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope), que se destacaram em janeiro de 2021, após resgatarem um paquistanês que tinha sido sequestrado e mantido em cárcere por 16 dias.

A segunda é formada pelo delegado Demétrios Gondim Coelho, o investigador Carlos Rosel de Almeida e os agentes policiais Claudinei Ribeiro e Marcelo Teixeira Mendes Lino de Oliveira, todos da 2ª Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), do Departamento de Polícia Judiciária do Interior 9 (Deinter 9). Eles foram reconhecidos por uma ocorrência envolvendo a apreensão de mais de meia toneladas de drogas, em Piracicaba, em abril do ano passado.