Coluna 35

Bruno e Marrone

Foi muito bom o show da dupla Bruno e Marrone, realizado na última segunda-feira, dia 1º, no Internacional Eventos, na antiga sede da Phillips. Mas as estruturas precárias, tanto do local como seu entorno, revelam a necessidade premente da cidade oferecer uma casa de espetáculos com melhor qualidade. Estacionamento subdimensionado, perturbação de vizinhança, comprometimento do trânsito na Dutra, ambulantes fechando ruas e a total falta de fiscalização pública, tornam a ida ao show uma aventura inesquecível e um exercício de paciência sem igual. Há demanda, só falta investimento no setor.

Guarulhos Tênis Clube

Muito legal o Projeto de Lei apresentado pelo vereador Luís da Sede, que institui a prática de tênis nas escolas. Embora não tenha a mesma visibilidade dos tempos de Gustavo Kuerten (Guga), o esporte ainda é sonho de realização de muitos jovens atletas. Um sonho não muito barato para os padrões nacionais, mas que poderia ser realizado através do incentivo público. Aliás, a cidade tinha uma parceria com o GTC Tênis Clube, por conta da utilização de área pública, no bairro Jardim Rossi. Um termo previa a utilização das quadras por alunos da rede pública, coisa que, parece, nunca aconteceu e não irá acontecer, já que as quadras de tênis deram lugar às de futebol. 

Chamando atenção

Ao ser questionado sobre a precariedade das instalações da nova sede da Câmara, no programa Hoje TV, o vereador Edmilson Souza (PSOL) concordou que é preciso, de alguma forma, esclarecer melhor os gastos realizados numa reforma que ainda não terminou. O vereador também acredita que o prédio não deveria ter sido inaugurado em dezembro do ano passado, pois não estava pronto. Esta coluna tem sido bastante enfática em chamar a atenção dos nobres edis sobre procedimento encaminhado ao Legislativo, que pede a instalação de uma investigação que dê conta dos R$ 21 milhões gastos nessa obra. 

Pedágio

Depois de vencer o Grupo Ecorodovias, em licitação federal realizada na última sexta-feira, 29, a CCR continuará administrando a Rodovia Presidente Dutra (considerada a “joia da coroa” do setor) por mais 30 anos. A CCR ainda terá um reforço de caixa advindo do pedágio a ser cobrado (em sistema free flow) dos motoristas que trafegarem pela pista expressa entre São Paulo e Guarulhos, coisa que o presidente Jair Bolsonaro, disse que não iria acontecer.