Vinhos para degustar em qualquer ocasião do verão

Foto: Divulgação

A estação mais quente do ano sugere a degustação de bebidas refrescantes ou estupidamente geladas, principalmente em ambientes como a praia, a piscina, a natureza do campo ou o churrasco com a família e amigos. Mas será que o calor combina com vinho?

Convidamos Elvis Campello de Almeida, sommelier de vinho e docente da área de bebidas, eventos e hospitalidade do Senac São Paulo, para desmitificar a ideia que vinho é uma bebida exclusiva para climas amenos e paladares sofisticados. O especialista ainda vai indicar a harmonização entre vinhos, petiscos e as diferentes possibilidades para curtir o verão.

“No Brasil, normalmente, a cerveja é considerada a bebida mais refrescante, não o vinho! Porém, o frescor em uma bebida vai além da temperatura em que é servida e a acidez, por exemplo, é uma das responsáveis pela sensação de refrescância. A acidez é uma característica encontrada em maior evidência nos vinhos brancos e rosés, perfeitos para o calor. Porém, os vinhos tintos também são recomendados no verão desde que sejam leves e pouco alcoólicos”, diz Elvis Campello de Almeida.

  • Praia

Vinho na praia, pode?

Sim. No território típico da cerveja e da caipirinha, um vinho cai muito bem! Prefira um vinho branco ou espumante e de preferência aos que tenham tampa do tipo “escrew cap”, que dispensa o uso de saca rolhas, bastando apenar girar a tampa. Outra opção são os vinhos em lata, que são práticos e deixa o consumo mais despojado! Existem rótulos surpreendentes na questão de qualidade.

Como acondicionar o vinho e a taça ideal?

Leve o vinho no cooler térmico com gelo. Para degustar, taças de acrílico tanto para o consumo do vinho em lata, quanto para a garrafa. 

Vale ressaltar que precisamos redobrar o cuidado com a garrafa do vinho e mantê-la fechada entre uma taça e outra (existem tampas para garrafas de espumantes que ajudam a manter o gás). Outra dica é embrulhar a garrafa em plástico filme, isso ajuda a manter a integridade rótulo e proteger em caso de acidente, como, por exemplo, a quebra da garrafa.

Harmonização: vinho X petisco?

Uma porção de Isca de peixe à milanesa vai muito bem com um vinho espumante jovem. A carbonatação do vinho limpará a untuosidade que fica na boca quando comemos fritura.

  • Piscina

Dica de vinho para beber curtindo uma piscininha?

Invista em um vinho branco gelado. Para sofisticar a experiência, congele uvas sem sementes e coloque-as nas taças! Além de manter o vinho gelado, a uva serve como decoração e pode comer ao final! Sugiro a uva tinta, pois a branca escurece quando congelada!

Como acondicionar o vinho e a taça ideal?

Se estiver em uma piscina em casa ou no condomínio, aproveite o acesso a uma geladeira, adega climatizada e cristaleira para beber vinho gelado e em copo adequado. Também vale deixar o vinho em um balde com gelo, mas atenção: as taças para vinhos brancos são menores do que as de vinho tinto, justamente para manter a temperatura da bebida. Nunca coloque as taças na geladeira, pois sua haste ficará gelada e escorregadia.

Harmonização: vinho X petisco?

Mix de nuts e frutas secas vai bem com vinho da uva Chardonnay, que podem ter notas de oleaginosas (avelãs e nozes) e frutas tropicais. As características sensoriais deste alimento também são encontradas neste vinho.

  • Relaxando no Campo

Vinho para degustar no fim de tarde, apreciando a vista no campo?

O vinho verde, típico da região do Minho, em Portugal, combina com a contemplação das montanhas ou planícies dos campos do Brasil.

Como acondicionar o vinho e a taça ideal?

O vinho verde precisa ser servido gelado, na tradicional taça para vinho branco. Quando não se tem uma adega climatizada, a parte baixa da geladeira convencional é um bom lugar para chegar à temperatura ideal.

Harmonização: vinho X petisco?

Torresmo com vinho verde. A gordura do torresmo traz a sensação de aquecimento ao corpo. Já a acidez de um vinho verde da uva Alvarinho, além da refrescância, serve como substituto ao tradicional limão que pingamos no torresmo.

  • Churrascão com a família e amigos

 Vinho combina com carne e o clima de churrasco?

Geralmente a cerveja é a bebida alcoólica mais famosa em um churrasco, mas, conforme o corte da carne, os vinhos tintos e rosés são ótimas pedidas.

Qual é a melhor maneira para acondicionar o vinho e o estilo de taça?

O vinho pode ser gelado no mesmo compartimento onde estão as cervejas, seja em uma geladeira ou cooler de gelo. Porém, antes de abri-lo, é importante deixar a garrafa fora da área de resfriamento por cerca de cinco minutos.

A taça para o vinho rosé é a mesma taça do vinho branco. mas se for um vinho rosé espumante, o ideal é usar a taça Flûte!”

Harmonização: vinho X carne

A tradicional picanha vai bem com os bons vinhos rosés, que tem notas sensoriais de um vinho branco e de um tinto. A acidez herdada dos vinhos brancos serve para quebrar as moléculas de gordura da picanha e a salivação que essa sensação provoca e ameniza o salgado da carne. Já as notas leves de frutas vermelhas, herdadas dos vinhos tintos, pode fazer o papel de um coulis agridoce, molho muito comum para acompanhar carnes.

Dicas extras

  • Temperatura dos vinhos

Não consuma vinhos “estupidamente gelado”! A baixa temperatura adormece as papilas gustativas e isso atrapalha a percepção dos sabores.

vinhos brancos: Entre 6°C e 12°C

vinho rosés: 8°C a 10°C

vinhos espumantes: 6°C

  • Como (não) abrir o espumante

Ao menos que você tenha vencido uma corrida de Fórmula 1, nunca estoure a tampa da garrada do vinho espumante.

O diferencial de um espumante é o CO² e quando se estoura a garrada para abri-lo, o barulho que se faz é do desprendimento do gás. Isso faz com que o líquido chegue na taça com menos carbonatação e atrapalhe a experiência sensorial em degustar a bebida.

- PUBLICIDADE -