Eleições 2022: Quem deve ter arrependimento é Alckmin, diz Doria sobre ex-tucano

Foto: Isaac Fontana/AE

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), reagiu à filiação de Geraldo Alckmin ao PSB. Figura histórica do PSDB e padrinho político do dirigente paulista, Alckmin deixou a sigla que ajudou a fundar após uma série de desgastes dentro da legenda.

Questionado se havia algum arrependimento na relação com Alckmin, Doria respondeu: “Quem deve ter arrependimento é Geraldo Alckmin, porque depois de 33 anos de PSDB, quem abandonou o PSDB foi ele”.

Doria declarou ter muito respeito pela trajetória e pela biografia do ex-tucano, mas questionou a aliança de Alckmin com o PT. “Partido que o senhor criticou inúmeras vezes em debates, em manifestações, em artigos, e agora o senhor se associa a Lula e aceita fazer parte de uma chapa como vice-presidente de Luiz Inácio Lula da Silva?”, disse, durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

O governador também minimizou o impacto da chapa entre Lula e Alckmin. “Com relação a impacto, não vejo que isso altere ou modifique o status atual desta corrida eleitoral, até porque neste momento a população brasileira não está preocupada com eleição”, disse.

Nesta quarta-feira (23), Alckmin assinou sua filiação ao PSB e abriu caminho para concorrer como vice na chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Presidência.

- PUBLICIDADE -